Aplicação da Regra

11/05/2017 às 15:46 | Diretoria de Arbitragem

Alterações das Regras de Futebol 2017/18

Créditos: CBF

Ofício nº 19/CA-CBF/17

Rio de Janeiro, 9 de maio de 2017

Da CA-CBF

Aos Árbitros, Assistentes, Inspetores e Analistas (campo e vídeo) da SENAF 2017.

Assunto: Alteração das Regras de Futebol 2017/18

Prezados Senhores,

 

A CBF, por meio de sua Comissão de Arbitragem e Diretoria de Competições, comunica a todas as federações, clubes, imprensa, público em geral e aos senhores árbitros, árbitros assistentes, analistas de desempenho de vídeo (ADV) e analistas de desempenho de campo (ADC) que, em todas as competições que coordena e que serão iniciadas a partir de 12/05/2017, já serão aplicadas as alterações introduzidas nas regras de futebol pela International Football Association Board - IFAB, em março de 2017. 

COPA DO BRASIL: A PARTIR DA SEXTA FASE

Não obstante, a CBF esclarece que esta circular conterá apenas as alterações que podem causar impacto imediato no desenvolvimento dos jogos das competições, a saber:

REGRA 1 – O CAMPO DE JOGO

Marcação de campo

Os campos de grama natural podem ter suas linhas marcadas com grama artificial.

 

REGRA 3 – OS JOGADORES

Substituições

As Associações Nacionais podem permitir o máximo de cinco substituições, exceto no nível superior). No caso do Brasil – Serie A – Masculino e Feminino. (Regulamentos das competições);

Retorno de jogador substituído

Categorias de base, másters e de jogadores com necessidades especiais.

Previsão em regulamento e manutenção do procedimento de substituição;

  • ...
  • Redação mais clara para o procedimento de substituição;
  • Substituição feita no intervalo da partida, da prorrogação ou antes desta ser informada ao arbitro não é uma infração para advertência com cartão amarelo (CA);
  • A substituição de um goleiro no intervalo da partida (prorrogação ou antes desta) sem ser informada ao árbitro não é uma infração para advertência com cartão amarelo (CA);
  • O jogador que entrar no campo sem a permissão do árbitro e interferir no jogo deve ser punido com um tiro livre direto (TLD). Se não interferir no jogo deve ser punido com um tiro livre indireto (TLI). Em ambos os casos o jogador deve ser punido com CA (exceto se impedir uma clara oportunidade de gol ou cometer uma falta de jogo brusco grave, casos em que a punição deve ser CV direto). Não é necessário solicitar ao jogador que saia do campo após ser advertido com cartão amarelo (salvo em caso de sangramento ou irregularidade no equipamento).
  • A Equipe que tiver marcado um gol com uma pessoa extra no campo deve punida com um tiro livre direto (TLD).

 

REGRA 4 – O EQUIPAMENTO DOS JOGADORES

Não é permitido aos jogadores usar (incluindo os substitutos/ jogadores substituídos e expulsos) qualquer forma de equipamento eletrônico ou de comunicação (exceto onde EPTS for permitido). O uso de qualquer forma de comunicação eletrônica por funcionários de equipes não é permitido, exceto quando se relacionar diretamente com o bem-estar ou segurança do jogador.

  • Todo equipamento deve ser de marca que garanta um padrão mínimo de segurança.  

 

REGRA 5 – O ÁRBITRO

  • ...
  • Um médico relacionado por uma equipe e que deva ser punido com expulsão pode permanecer para realizar tratamento em jogadores não houver outro médico para realizar as funções. 

 

REGRA 7 – A DURAÇÃO DA PARTIDA

Será permitida uma interrupção curta para bebidas ao término do primeiro tempo da prorrogação

 

REGRA 8 – O INÍCIO E O REINÍCIO DO JOGO

Somente o jogador que efetuará o tiro de saída  poderá estar na metade do campo adversário, no início e nos reinícios da partida (saídas, inclusive em razão de gols).

 

REGRA 10 – DETERMINAÇÃO DO RESULTADO DE UMA PARTIDA

As prorrogações devem ser de dois períodos iguais, no máximo de 15 minutos cada.

 TIROS LIVRES DO PONTO PENAL

Correção da situação de um goleiro que não pode continuar jogando

  • jogador excluído das cobranças para igualar o número de jogadores das duas equipes pode substituir um goleiro que não possa continuar, ainda que sua equipe já tenha realizado todas substituições permitidas.
  • Se um goleiro cometer infração e o tiro penal tiver que ser repetido (não gol), esse goleiro deve ser advertido com cartão amarelo (CA)
  • Se o executor do tiro penal cometer infração, o tiro será considerado como perdido.
  • Se o goleiro e o cobrador cometerem infração ao mesmo tempo:

Se não for marcado gol, a cobrança será repetida e os dois (goleiro e cobrador) devem ser advertidos com cartão amarelos (CA).

Se for marcado gol, o jogador cobrador será advertido com cartão amarelo (CA) e o tiro penal será considerado como “perdido”.

 

REGRA 11 – IMPEDIMENTO

  • O jogador em posição de impedimento deverá ser punido se a bola rebotar ou desviar em um oficial da arbitragem.
  • Definição de defesa deliberada:

A defesa deliberada ocorre quando um jogador joga ou tenta jogar a bola deliberadamente que vai em direção de sua meta ou está muito próxima dela, com qualquer parte do corpo, salvo com as mãos, a menos que seja o goleiro em sua própria área de pênalti.

Situações:

  • Quando um jogador, em posição de impedimento, se move dessa posição ou fica parado nessa posição, no caminho de um adversário que estiver indo para a bola e interfere em seu deslocamento, comete uma infração de impedimento, se impacta na possibilidade do adversário jogar ou disputar a bola; quando um jogador se move no caminho de um adversário e impede seu deslocamento (por exemplo, bloqueia o adversário), a infração deve ser punida com base na regra 12.
  • Quando um jogador, em posição de impedimento, se movimenta em direção à bola com intenção de jogá-la e é impossibilitado por um adversário, antes de jogar ou tentar jogar a bola ou de disputar a bola com um adversário, a falta deve ser punida porque ocorreu  antes da infração de impedimento (antes do envolvimento em jogo ativo).
  • Quando uma infração for cometida contra um jogador que estiver em posição de impedimento e que já esteja jogando ou tentando jogar a bola ou disputando a bola com um adversário, o impedimento deve ser punido, porque ocorreu antes da falta (depois do envolvimento em jogo ativo).

 

REGRA 12 – FALTAS E INCORREÇÕES

  • As infrações verbais (gestuais) são punidas com tiro livre indireto (TLI).
  • Se uma vantagem for concedida depois de uma infração punível com CV ou segundo CA e esse jogador, em seguida, cometer outra falta, deve ser punido de acordo com essa nova falta. (Esclarecimentos: a) técnico - se esse jogador apenas disputar a bola ou interferir em um adversário e o árbitro paralisar o jogo, o reinício será com TLI. Todavia, se esse jogador praticar qualquer outra falta punível com TLD, o jogo deve ser reiniciado com TLD, inclusive com pênalti; e b) disciplinar – se esse jogador praticar uma falta imprudente ou temerária isso não significa que a falta de jogo brusco grave/força excessiva/brutalidade ou conduta violenta deve ser abrandada, ou seja, o jogador deve ser expulso em razão da falta anterior. Também é claro que se esse jogador, que deveria ser expulso em razão do segundo cartão amarelo, cometer uma falta de jogo brusco grave/força excessiva/brutalidade ou mesmo conduta violenta deve ser expulso com cartão vermelho direto, em razão dessa nova falta. Em todos esses casos, o árbitro deve registrar essas circunstâncias em seu relatório).  
  • Um jogador que impede um ataque prometedor em sua própria área penal não deve ser púnico com CA, se a falta for imprudente e cometida tentando jogar a bola.
  • Ademais, se a falta cometida na própria área penal impedir uma clara oportunidade de gol, deve ser aplicado um CA, se a falta for cometida tentando jogar a bola.
  • As celebrações de gol que causem problema de segurança devem ser punidas com CA.
  • O fato de um jogador se mover em sentido diagonal para passar pelo último defensor ou pelo goleiro não descaracteriza, somente por isso, uma clara oportunidade de gol.
  • O integrante de equipe que entrar no campo de jogo sem autorização do árbitro e impedir uma clara oportunidade de gol deve ser expulso.
  • Infração fora do campo a favor/contra um jogador substituto ou contra um oficial da equipe será punida com tiro livre indireto (TLI) sobre a linha limite se a bola estiver em jogo.
  • Tiro livre direto por jogar ou chutar a bola/objeto no campo de jogo que interfira em alguém.  
  • Tiro livre direto na linha limite por jogar ou chutar a bola/objeto a uma pessoa fora do campo.

 

REGRA 13 – TIROS LIVRES

  • Se um atacante entrar (ou estiver) na área penal, antes da cobrança de um tiro livre da área penal a favor da defesa, não poderá jogar ou disputar a bola, ainda que saia da área, antes que a bola:
  • Seja tocada por outro jogador

 

REGRA 14 – TIRO PENAL (PÊNALTI)

  • O executor do tiro penal deve ser claramente identificado
  • Se o goleiro e o jogador cometem a infração ao mesmo tempo:

Se não for marcado o gol, o tiro deve ser repetido e ambos os jogadores devem ser advertidos com CA.

Se for marcado o gol, o tiro será considerado como perdido e o jogador executor deve ser advertido com CA.

 

REGRA 16 – O TIRO DE META

Se antes da cobrança de um tiro de meta um atacante entrar (ou estiver) na área penal adversária, esse atacante não poderá jogar ou disputar a bola até que a bola seja tocada por outro jogador.

 

Anexos

Nossos patrocinadores